Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Exhibitions A partir de 2 de dezembro, às 17h30

DEPOSITORIUM 2

Museu Nacional Soares dos Reis (MNSR) inaugura a 2 de dezembro (quinta-feira), às 17h30, a exposição DEPOSITORIUM 2, com obras de arte escolhidas na reserva do Museu pelo Reitor da Universidade do Porto e pelos diretores das Faculdades de Medicina e Medicina Dentária e do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar desta academia. Reforçando uma parceria que tem vindo a ser trabalhada nos últimos meses, a mostra prolonga-se até ao segundo trimestre de 2022 e conta com peças das coleções de cerâmica, desenho, escultura, lapidária e pintura.

Com esta oferta, o MNSR permite ao visitante aceder a obras de arte que têm permanecido nas reservas do Museu e propõe uma reflexão sobre Arte e Medicina, conceitos historicamente interligados. “São estreitos os laços que unem este mundo profissional da saúde ao dos museus: ambos se assumem como guardiões, uns do património humano, do seu corpo e da sua mente, e outros do património cultural, material e imaterial. Nunca antes se complementaram tanto, sendo hoje, muitas vezes, a Arte prescrita como uma terapêutica e forma de prevenção da doença”, refere António Ponte, Diretor do Museu Nacional Soares dos Reis, na abertura da exposição.

 

Já António de Sousa Pereira, Reitor da Universidade do Porto, justifica que a seleção das obras decorre da sua condição de médico e investigador em Biomedicina e destaca a “forma crua, e muitas vezes pungente” com que representam o sofrimento humano e a própria morte. Às peças selecionadas pelo Reitor, juntam-se as dos Diretores da Faculdade de Medicina e de Medicina Dentária, bem como do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar.

O circuito expositivo inclui desenhos de Anatomia de António Soares dos Reis, pinturas a óleo do século XIX alusivas às ciências médicas, e assinadas por artistas portugueses como Artur Loureiro, Aurélia de Sousa e José Malhoa, bem como esculturas de Soares dos Reis e de Teixeira Lopes, Pai. Já a peça mais antiga é uma estela funerária, datada do século II, recolhida na Serra de Santa Justa, em Valongo.

Esta é a segunda edição da exposição Depositorium, tendo a primeira sido inaugurada a 15 de maio de 2021 com peças selecionadas pela equipa do MNSR.

Organization:
MNSR/DGPC
Local:
Museu Nacional Soares dos Reis, Porto