Skip Navigation

Intervenção de conservação e restauro da escultura São Marcos

Encontra-se em curso, no Laboratório José de Figueiredo, o estudo material e intervenção de conservação e restauro da escultura São Marcos, pertencente ao Museu Nacional de Arte Antiga.


A escultura de grande dimensão, datada de entre 1500 e 1525 e assinada «Cornelius de Holanda», por entalhe na madeira, terá pertencido a um retábulo, inserida na predela.

É esculpida apenas a 3/4 do volume sendo o verso plano, com marcas das ferramentas de escultor/entalhador. 
Foram identificadas intervenções totais de repolicromia e também repintes pontuais. 
No âmbito desta intervenção, está a ser equacionada a hipótese de remoção do repinte final sobre as vestes e carnação, para aceder a uma policromia mais antiga. O interesse da remoção do repinte vermelho das vestes está na recuperação da cor original azul, restituindo a leitura da escultura.