Saltar para o conteúdo principal da página

Museu do Abade de Baçal

As principais coleções que integram o acervo do Museu Abade Baçal são Arqueologia, Epigrafia, Arte Sacra, Pintura, Ourivesaria, Numismática, Mobiliário e Etnografia. Destacam-se na pintura, os quadros de José Malhoa, Abel Salazar e um conjunto de cerca de 70 desenhos de Almada Negreiros.

O Museu do Abade de Baçal foi criado por Decreto Lei em 13 de novembro de 1915 sob a designação de Museu Regional de Obras de Arte, Peças Arqueológicas e Numismática de Bragança. Em 1935, data da jubilação do Abade de Baçal, passou a designar-se Museu do Abade de Baçal, em homenagem ao erudito, investigador e também Diretor do Museu entre 1925 e 1935. Revestiu-se de grande importância para o Museu a ação do Dr. Raul Teixeira, Diretor do Museu do Abade de Baçal entre 1935 e 1955 e grande impulsionador da cultura da região e defensor do seu património, que desempenhou um papel decisivo na projeção do Museu e na angariação de parte significativa do seu acervo,visando as excelentes relações que tinha junto dos meios culturais e artísticos da época.

Conteúdos editados pela DGPC/DMCC.

Contactos e
Localização

Tutela:
Direção Regional de Cultura do Norte
Director(a):
Amândio Felício
Endereço:
Rua Abílio Beça 27 - 5300-011 Bragança
GPS:
Lat: 41,80575344747193 Long: -6,752975614541583
Telf(s):
+351 273 331 595
Fax(s):
+351 273 323 242
E-mail:
mabadebacal@culturanorte.gov.pt

Como chegar: Situado no centro histórico da cidade de Bragança

Terça-feira a domingo: 9h30 – 12h30 | 14h00 – 18h00

Encerrado ao público à segunda-feira e nos feriados de 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio, 22 de agosto (feriado municipal) e 25 de dezembro.

Ingresso

Normal - 3.00€

Visitas Guiadas: 

  • 50% sobre o valor do bilhete;
  • Requer marcação antecipada e confirmada pelo Museu

Isenções:

• Domingos e feriados até às 12.30h para todos os cidadãos residentes em território nacional;
• Crianças até aos 12 anos, inclusive;
• Desempregados residentes na União Europeia;
• Professores e alunos de qualquer grau de ensino, Incluindo Universidade Sénior ou de 3.ª Idade, quando comprovadamente em visita de estudo e mediante marcação prévia;
• Grupos credenciados de instituições portuguesas de solidariedade social ou de áreas de ação social de autarquias ou outras instituições de interesse público mediante autorização prévia da DRCN *;
• Jornalistas em exercício de funções mediante marcação prévia*;
• Investigadores/conservadores/restauradores profissionais de museologia e/ou património em exercício de funções*;
• Membros de Associações Culturais*;
• Membros do ICOM, ICOMOS e APOM;
• Visitantes com mobilidade reduzida e 1 acompanhante;
• Jovens que cumpram 18 anos no ano corrente.
*Requer comprovação documental.
** Requer comprovação documental emitida pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas.

Descontos:

Maiores de 65 Anos*- 1.50€

Cartão de Estudante*- 1.50€

Cartão Jovem*- 1.50€

Bilhete Família*- 1.50€

Família Numerosa**- 1.50€



Bilhetes Circuito:

Museu do Abade de Baçal e Museu da Terra de Miranda - 4.00€

Museu do Abade de Baçal e Domus Municipalis – Visita Guiada - Mínimo 5 pessoas - 5.00€

*Requer comprovação documental.

** Requer comprovação documental emitida pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas.

Acolhimento

Receção e encaminhamento dos visitantes

Visitas guiadas a grupos organizados

Loja

Exposição permanente

Sala para exposições temporárias

Cedência de espaços para eventos

Serviço Educativo

Atividades para grupos, escolas e associações: contacto com o espólio do Museu, promovendo o conhecimento e a ligação com o mesmo; organização de exposições didáticas; ateliers; oficinas; visitas orientadas; produção de material didático a partir das coleções do Museu e sua relação com os conteúdos curriculares; ações de formação dirigidas a professores.

Os Judeus e Cristãos-Novos de Bragança. Medo e Esperança na Roda Multicultural Transmontana, Bragança, Museu do Abade de Baçal/ Direção Regional de Cultura do Norte, 2019

Ordo Zoelarum. Arqueologia e Identidade do Nordeste de Portugal, Bragança, Museu do Abade de Baçal/ Instituto dos Museus e da Conservação, 2011

A República em Bragança - da Monarquia Final ao Início do Estado Novo, Bragança, Museu do Abade de Baçal/ Instituto dos Museus e da Conservação, 2010

Memórias Histórico-Arqueológicas do Distrito de Bragança, Lisboa, Instituto Português de Museus/ Bragança, Câmara Municipal de Bragança, 2000

O Abade de Baçal. Cinquentenário da Morte, Lisboa, Instituto Português de Museus, 1997

Museu do Abade de Baçal. Bragança, Lisboa, Instituto Português de Museus, 1994

Figuras Típicas da História de Bragança. A Natureza e o Ambiente. Reconciliação das Pessoas com as suas Raízes, Bragança, Museu do Abade de Baçal/ Instituto Português de Museus, 1992

Arquivo da Casa de São Payo, Bragança, Museu do Abade de Baçal/ Instituto Português do Património Cultural, 1988

A Imprensa Periódica no Distrito de Bragança durante a Primeira República (1910-1926), Bragança, Museu do Abade de Baçal /Instituto Português do Património Cultural, 1988

Apontamentos Arqueológicos - Albino dos Santos Pereira Lopo, Braga, Instituto Português do Património Cultural, 1987

Pelourinhos do Distrito de Bragança: aguarelas de Alberto de Sousa, Bragança, Museu do Abade de Baçal/Instituto Português do Património Cultural, 1982

Ferros Forjados do Museu do Abade de Baçal, Bragança, Museu do Abade de Baçal/ Secretaria de Estado da Cultura/Instituto Português do Património Cultural, 1981

 

TM 17junho14 =site IMC pq museu não respondeu a pedido de atualização

Agenda Cultural

Última actualização: 09 Junho 2020

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 156 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC