Saltar para o conteúdo principal da página

Museu Nacional de Arte Antiga

Criado em 1884, o MNAA-Museu Nacional de Arte Antiga alberga a mais completa coleção pública do País. Pintura, escultura, artes decorativas – portuguesas, europeias e da Expansão –, desde a Idade Média até ao século XIX, incluindo o maior número de obras classificadas como “tesouros nacionais”. Entre elas, destacam-se os Painéis de São Vicente, de Nuno Gonçalves, obra-prima da pintura europeia do século XV, a Custódia de Belém, de Gil Vicente, mandada lavrar por D. Manuel I e datada de 1506, os Biombos Namban, final do século XVI, onde se regista a presença dos portugueses no Japão, as Tentações de Santo Antão, de Bosch, exemplo máximo da pintura flamenga do início do século XVI, São Jerónimo, de Dürer, inovadora representação do santo, e importantes obras de Memling, Rafael, Cranach ou Piero della Francesca. Instalado no Palácio dos Condes de Alvor, em Santos, o MNAA e o seu jardim (com restaurante e esplanada) gozam de uma excecional vista sobre o Rio Tejo e o porto de Lisboa.

Inaugurado em 12 de Junho de 1884, concretizando uma antiga aspiração surgida após a abolição das ordens religiosas, em 1834, de dar destino às obras de arte que nessa altura passaram para a posse do Estado. Reformado em 1911 e adquirindo então o nome que atualmente tem, o museu assumiu os contornos gerais que ainda hoje mantém. Encontra-se instalado no palácio mandado construir no século XVII pelo 1º Conde de Alvor. Por volta de 1918 foi derrubado o arruinado Convento de Santo Alberto, contíguo ao palácio, prolongando-se as instalações do museu através da construção de um amplo anexo, projetado pelo arquiteto Rebello de Andrade e inaugurado em 1940.

Conteúdos editados pela DDCI.

Contactos e
Localização

Tutela:
DGPC
Director(a):
António Filipe Pimentel
Endereço:
Rua das Janelas Verdes 1249-017 Lisboa
GPS:
Lat: 38,7053224 Long: -9,160905800000023
Telf(s):
+ 351 213 912 800
E-mail:
geral@mnaa.dgpc.pt
Site:
http://www.museudearteantiga.pt/

Autocarros urbanos: 713, 714, 727 (paragem na Rua das Janelas Verdes); 28, 760, 732 (paragem na Av. 24 de Julho)
Eléctricos: 15E, 18E (paragem na Av. 24 de Julho) 25E (paragem no Largo de Santos)

Estacionamento: Existe um parque de estacionamento gratuito no largo fronteiro à entrada principal. No entanto, se não encontrar aí um lugar vago aconselha-se, sobretudo os autocarros que façam o transporte de grupos, a procurar um local alternativo nas proximidades para aguardar pelo regresso do grupo, nomeadamente, a zona da beira-rio fronteira ao museu para onde poderão aceder através do viaduto ao fundo da Avenida Infante Santo. A cerca de 400m existe o Parque do Largo Vitorino Damásio.

Terça-feira a domingo das 10h00 às 18h00 (última entrada às 17h30).

Encerrado: Segunda-feira, 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio, 13 de junho, 24 e 25 de dezembro.

Ingresso

Preço normal: 6,00 €

Bilhética geral DGPC - consulte aqui

Bilhética on-line DGPC - adquira aqui

Condições de ingressos no Museus e Monumentos da DGPC - consulte aqui

Isenções:

Entrada gratuita aos domingos e feriados até às 14h00 para todos os cidadãos residentes em território nacional.

. Crianças e jovens até aos 12 anos inclusivé*
. Visitantes em situação de desemprego residentes na União Europeia*
. Visitantes com mobilidade reduzida (60% de incapacidade comprovada documentalmente) e 1 acompanhante.
. Membros do ICOM, ICOMOS e APOM
. Investigadores, /conservadores/restauradores, profissionais de museologia e/ou património em exercício de funções *
. Associações culturais (Exclusivamente para os associados de Grupos de Amigos dos Museus, Monumentos e Palácios da DGPC (esta isenção restringe-se apenas ao equipamento cultural onde o visitante for membro do Grupo de Amigos)*
. Voluntários em exercício na Direção-Geral do Património Cultural e 1 acompanhante*
. Jornadas Europeias do Património (Domingo)
. Dia Internacional dos Monumentos e Sítios - 18 de Abril (Exclusivamente para os Monumentos sob tutela da DGPC)
. Dia Internacional dos Museus - 18 de Maio (Exclusivamente para os museus e palácios sob a tutela da DGPC)
. Noite dos Museus e 5ªas á Noite (No acesso às atividades organizadas no âmbito do respectivo programa organizado pela DGPC)
. Profissionais de atividade turística mediante apresentação de comprovativo de registo no RNAAT
. Jornalistas em exercício de funções* mediante comunicação prévia
. Funcionários da DGPC* e 3 acompanhantes
. Professores e alunos de qualquer grau de ensino, incluindo Universidades Sénior ou de 3ª Idade, quando comprovadamente em visita de estudo e mediante marcação prévia confirmada pela Direcção do SD*
. Grupos credenciados de Instituições Portuguesas de Solidariedade Social ou de Áreas de Ação Social de Autarquias ou outras Instituições de Interesse Público mediante autorização prévia da Direcção da DGPC

* Mediante comprovação documental.

Descontos:

Visitantes com idade igual ou superior a 65 anos* - 50%
Cartão de estudante não enquadrado em visita de estudo - 50%
Cartão Jovem - 50%
Bilhete Família (a partir de 4 elementos com ascendência directa de 1º grau ou equiparado) - 50%
Protocolos com entidades terceiras - 20%
Aquisições superiores a 250 bilhetes por tipologia e com antecipação mínima de 48h - 7,5%
Aquisições superiores a 500 bilhetes por tipologia e com antecipação mínima de 48h - 10%
Aquisições superiores a 1000 bilhetes por tipologia e com antecipação mínima de 48h - 15%

* Mediante comprovação documental.

Bilhetes Circuito
Frente Ribeirinha - Museu Nacional de Arte Antiga + Museu Nacional do Azulejo + Panteão Nacional - 15,00 €
Lisboa - 8 Museus de Lisboa (Casa-Museu Anastácio Gonçalves + Museu da Música + Museu do Chiado + Museu Nacional de Arte Antiga + Museu Nacional do Azulejo + Museu Nacional do Traje + Museu Nacional do Teatro + Panteão Nacional) - 25,00 €

NORMAS GERAIS
É obrigatória marcação prévia para grupos superiores a 50 pessoas.
Os descontos de quantidade não se aplicam a Bilhetes de Circuito.
Todos os descontos aplicados a bilhetes individuais são aplicáveis a Bilhetes de Circuito e a visitas guiadas com exceção das visitas guiadas fora do horário de funcionamento.
Os vouchers emitidos na aquisição antecipada de bilhetes têm a validade de 1 ano.
Os descontos não são acumuláveis.
É proibido fumar ou comer em qualquer local do circuito de visita.

Acolhimento (Junto da entrada). O museu tem instalado um serviço personalizado de acolhimento destinado a informações gerais, sugestão de visitas ou percursos, divulgação de atividades, consulta e fornecimento de bibliografia genérica sobre o museu, e suas peças; acesso à Internet e consulta dos websites dos museus. Acolhimento a deficientes. Project ART ACCESS: vídeo destinado a surdos e documentação em braille para deficientes visuais, sobre o museu e suas coleções, instalado junto da entrada principal;

Exposição permanente: artes plásticas e decorativas europeias, incluindo portuguesas, da Idade Média ao início do século ;IX. Núcleos de artes ornamentais da África, Índia, China e Japão, significativos do relacionamento de Portugal com essas culturas;

Biblioteca;

Loja; - Restaurante e esplanada no jardim (com wi fi gratuito);

Cedência e aluguer de espaços;

Auditório (120 lugares/projetor de diapositivos, som); - Formação / estágios;

Grupo de Amigos do MNAA;

Voluntariado;

Serviço de Educação;

Outros: Gabinete de Desenhos e Gravuras. Visitável por estudiosos mediante marcação prévia.

O Serviço de Educação do MNNA propõe variados tipos de visitas orientadas (gerais e temáticas) pensadas para vários tipos de públicos (infantis, adultos, famílias, grupos especiais); ações de formação para professores; oficinas para crianças.



Consulte aqui:

             (atividades em destaque jan./jun. 2017)


Contactos /reservas:

Serviço de Educação

Adelaide Lopes (Responsável)

Tel.: + 351 213 912 800;

Fax. + 351 213 973 703; 

E-mail: se@mnaa.dgpc.pt

Para saber mais

Agenda Cultural

Loja

Última actualização: 27 Novembro 2017

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC