Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Exposições 20/05/2021

D. Maria II é a protagonista da nova exposição do Palácio Nacional da Ajuda

D. Maria II é a protagonista da próxima exposição do Palácio Nacional da Ajuda que estará aberta ao público de 26 de maio até 29 de setembro, na Galeria do Rei D. Luís. Uma exposição que nos levará a todos a viajar pela vida e pelo reinado da primeira rainha constitucional portuguesa e última mulher a ocupar a chefia do Estado português.

exposição “D. Maria II. De princesa brasileira a rainha de Portugal” resulta de uma ampla colaboração institucional entre o Palácio Nacional da Ajuda e o Museu da Presidência da República, com a participação de várias entidades públicas e privadas.

Do conjunto notável de peças que compõem esta exposição, merecem destaque as muitas joias pessoais de D. Maria II e a Coroa Real Portuguesa que há mais de duas décadas não é exposta ao público.

Em entrevista com José Alberto Ribeiro, Diretor do Palácio Nacional da Ajuda, fica reforçado o convite para que todos visitem esta nova exposição que constitui acima de tudo mais uma oportunidade de nos aproximarmos do Património Cultural que é de todos.  

Como caracteriza o desafio de coordenar uma exposição em plena pandemia?

Foi um desafio que exigiu uma grande colaboração por parte dos emprestadores e uma coordenação entre as várias equipas envolvidas.

Que tipo de peças poderão ser vistas nesta exposição?

Pintura, gravura, escultura, mobiliário, cartas, joias, instrumentos musicais, porcelanas, ourivesaria diversa, entre outros. Na realidade, todos os objetos que se prendem com a vida desta rainha a quem se dedica a exposição.

A exposição vem dar a conhecer D. Maria II. Considera que D. Maria II é ainda uma rainha pouco conhecida pelos portugueses?  

É uma rainha que marca o início da monarquia constitucional no nosso país depois de uma terrível guerra civil que opôs liberais e absolutistas. Para muitos, a rainha está ligada a este momento, mas é uma figura mais profunda em termos de marcar um momento de mudança para tornar o país mais moderno e atualizado em comparação com a Europa do seu tempo.

Que traços surpreendentes da personalidade da rainha vamos ficar a conhecer através desta exposição?

Certamente a determinação e a força de vontade em seguir em frente com os ideais que acreditava. Na exposição, para além da grande preocupação na educação dos filhos para que fossem um modelo de instrução, iremos perceber também aspetos mais pessoais ligados ao gosto da rainha. 

Será que consegue eleger a sua peça favorita da exposição?

O retrato da rainha que está normalmente na Sala do Trono do Palácio Nacional da Ajuda, onde a monarca tem junto a si a coroa de Portugal, mas com a mão em cima da Carta Constitucional outorgada pelo seu pai. Há outras peças inéditas como a nova bandeira criada para o regime liberal (azul e branca) bordada pela ainda jovem rainha ou algumas das suas joias pessoais.