Saltar para o conteúdo principal da página

Iniciativas 21/05/2019

PREMIADOS SOS AZULEJO 2018

O ‘Projeto SOS Azulejo’, através do Museu de Polícia Judiciária e tem o grato prazer de informar que o júri  dos ‘Prémios SOS Azulejo 2018’, presidido pelo Professor Vítor Serrão, selecionou no passado dia 05 de Abril  os galardoados deste ano, tendo sido atribuídos os seguintes 5 Prémios (um ex aequo) e 8 Menções Honrosas (duas ex aequo):

8 Menções Honrosas:

1- Menções Honrosas Ex aequo ‘História de Arte’

·       Câmara Municipal de Loures (Museu de Cerâmica de Sacavém); Comemorações dos 150 anos de Jorge Colaço – Conferência Jorge Colaço. Conhecer, divulgar, preservar”;

·       Andreia Novo, Pedro Gaurim Fernandes e Tiago Borges Lourenço; “Uma lição viva e permanente. O conjunto azulejar do Conservatório Nacional de Teatro”.

 

2- Menção Honrosa ‘Mestrado em História de Arte’

·       Ricardo Miguel Oliveira Duarte; “Azulejaria de Exterior em Sintra – História, Arte e Tipologias”.

 

3- Menções Honrosas Ex aequo ‘Conservação e Restauro’

·       SELO – Conservação e Restauro, Lda.; Conservação e restauro dos azulejos da fachada principal da Igreja de Santo António dos Congregados - Porto;

·       Câmara Municipal de Lisboa, Unidade de Coordenação Territorial, Unidade de Intervenção Territorial Centro Histórico, CRERE Museu do Estuque; Conservação e restauro dos painéis em azulejo da fonte ornamental do Beco do Carneiro – Lisboa.

 

4- Menção Honrosa ‘Boas Práticas’

·       Museu de Portimão; Valorização, reabilitação e salvaguarda dos azulejos do jardim 1.º de dezembro - Portimão.

5- Menção Honrosa “Divulgação”:

·       Câmara Municipal de Ovar; ‘Maio do Azulejo’.

 

6- Menção Honrosa “Exposições”:

·       Ratton Cerâmicas e Câmara Municipal de Setúbal; “Reflexos da Galeria Ratton. 1987-2018.”.

 

 - 5 PRÉMIOS:

- Prémio “Tese de Mestrado História de Arte”:

·       Mariana Rodrigues; “Os Azulejos portugueses do Museu do Açude: um diálogo entre coleção e arquitetura”.

- Prémio “Tese de Doutoramento na área de ‘Estudo de Materiais’”:

·       Sandro Botas; "Recuperação de fachadas azulejadas antigas – Desenvolvimento de argamassas compatíveis e estudo de fenómenos de aderência".

- Prémio “História de Arte”:

·       Joaquim Vitorino Videira Eusébio; "Os Ciclos de Azulejo da Igreja do Convento do Louriçal".

- Prémio “Intervenção Artística em Azulejo” Ex aequo:

·       Marta Lima, Rui Ferro Moutinho e Susete Rebelo; Intervenção plástica da Estação do Lumiar do Metropolitano de Lisboa.

·       Ratton Cerâmicas e Jun Shirasu; Intervenção artística em azulejo “Viagem da Camélia”.

 

- Prémio extra concurso “Personalidade”:

·       A historiadora de arte brasileira Dora Alcântara,  personalidade com obra científica da maior relevância e autora de grande projeção nos estudos do Azulejo luso-brasileiro.

 

Os prémios serão entregues numa cerimónia que, como habitualmente, se realizará no Palácio Fronteira, desta feita no dia 23 de maio.