Saltar para o conteúdo principal da página

Museu Nacional Soares dos Reis

O Museu Nacional de Soares dos Reis, antigo Museu Portuense, nasceu em 1833 quando D. Pedro IV decidiu criar no Porto um Museu de Pinturas e Estampas. Com as reformas republicanas de 1911, passa a chamar-se Museu Soares dos Reis e, em 1932, adquire o estatuto de Museu Nacional. Instalado inicialmente no edifício do Convento de Santo António da Cidade, passou a ocupar, a partir de 1940, o Palácio dos Carrancas, edifício burguês do final do século XVIII e mais tarde Palácio Real. Foi objeto de profunda renovação e ampliação, segundo projeto do arquiteto Fernando Távora, reabrindo ao público em Julho de 2001.

Desde a origem e ao longo de todo o século XIX, o Museu Nacional de Soares dos Reis foi-se constituindo, principalmente, com coleções de pintura e escultura. Nos anos 30 do século XX foi enriquecido com o depósito do Museu Municipal do Porto e com o alargamento das coleções às Artes Decorativas. No âmbito das Artes Plásticas salientam-se os núcleos de pintura e escultura do século XIX e primeira metade do XX. Nas Artes Decorativas distingue-se a cerâmica, com uma mostra de faiança nacional e porcelana oriental, e ainda peças de ourivesaria, joalharia, vidros e mobiliário dos séculos XVI a XIX.

Horários 

Das 10h00 às 18h00, de quarta-feira a domingo; das 14h00 às 18h00 à terça-feira.
Encerra à segunda-feira e nos feriados de 1 de janeiro, domingo de páscoa, 1 de maio, e 25 de dezembro.
São possíveis horários extraordinários (das 18h00 às 10h00) ou abertura à segunda-feira, embora com valor acrescido.

Informação disponível

Informação bilingue (português e inglês) disponível em roteiros, folhetos desdobráveis e outros materiais de divulgação.

Acessibilidade 

Acesso por elevador e rampas aos espaços alvo de cedência de espaços e circulação dos visitantes (exposição permanente e exposições temporárias).

Estacionamento

O museu não possui estacionamento próprio mas nas imediações existem diversos parques de estacionamento de grande dimensão.
Os autocarros escolares podem parar em frente ao museu o tempo suficiente para a saída dos passageiros, mas não podem permanecer. Para evitar confusões deverá ser combinada com o motorista a hora para recolha dos passageiros. O parque do Palácio de Cristal poderá ser utilizado para estacionamento mediante contacto do museu aquando da marcação da visita.

Bengaleiro

Horário de funcionamento do Museu
Preço: gratuito

Cafetaria

Das 10h00 às 18h00, de quarta-feira a domingo; das 12h00 às 18h00 à terça-feira.
Encerra à segunda-feira e nos feriados de 1 de janeiro, domingo de páscoa, 1 de maio, e 25 de dezembro.
Possibilidade de outros horários.
Lotação: 30 lugares sentados (sala interior)/20 lugares sentado (exterior, Picadeiro)
Contacto: Elisabete Barbosa
cafetaria-do-museu@sapo.pt
Telefone: 222 010 532

Catering próprio

Existe em permanência o catering da concessionária da cafetaria/restaurante do Museu.
Existe contudo a possibilidade de recurso a fornecedores exteriores ao museu.

Refeições especiais

Existe disponibilidade desde que combinadas com alguma antecedência.
Contacto: Elisabete Barbosa
cafetaria-do-museu@sapo.pt
Telefone: 222 010 532

Visitas privadas/guiadas

Todo o ano.
Esclarecimentos adicionais: Maria Adelaide Carvalho
Telefone 223 393 770
se@mnsr.dgpc.pt

Espectáculos fornecidos

Atividades do Serviço Educativo e ainda programas especiais promovidos pelo Cine-Clube do Porto e pela Casa da Animação, parceiros do museu.
Possibilidade de organização de concertos com músicos que atuam regularmente no auditório do museu.
O Círculo Dr. José de Figueiredo/Amigos do MNSR organiza visitas temáticas e programas de turismo cultural.
Contacto:
Telefone 223 393 770 
amigosdomnsr@gmail.com

Eventos permitidos 

Atividades culturais, sociais, familiares, empresariais, institucionais, promocionais, formações, etc.

Condicionamentos técnicos/segurança

Todas as atividades têm de cumprir os documentos obrigatórios estabelecidos pela Lei Quadro dos Museus, nomeadamente o Plano de Segurança, o Regulamento Interno e o Plano de Conservação Preventiva.
Os requerentes terão respeitar as Normas da Utilização dos Espaços e de apresentar obrigatoriamente um seguro de responsabilidade civil.

Outro equipamento

Casa-Museu Fernando de Castro. O jardim da casa pode ser alvo de cedência temporária para festas de anos, especialmente para crianças.
Rua de Costa Cabral, Nº 716, Porto.
Acesso mediante marcação prévia no Museu Nacional de Soares dos Reis, pelo telefone 223 393 770. 
Responsável: 
Vera de Almeida Ribeiro
veraribeiro@mnsr.dgpc.pt.

Espaços


Auditório/Sala de Conferências

Tem 252 m2 e 176 lugares sentados. Como espaços de apoio, tem um foyer de 9 x 10 m2com balcão (para secretariado), copa para serviço de coffee-break, camarim e lavabos. Acessibilidade à internet apenas no foyer. Possui sistema de projecção, tela e microfones de mesa e portáteis; Equipamento de iluminação com controlo remoto, sendo os focos sobre o palco ajustáveis às necessidades de cada evento (através de um sistema de calhas). 


Galeria do Auditório

Espaço com as seguintes dimensões: 26 x 4,5 m + 8,7 x 9 m, adequado para o serviço de jantares com um limite de 120 (até 130) pessoas sentadas e as seguintes características técnicas: pavimento em granito polido, paredes brancas, equipado com calhas de iluminação. A Galeria do Auditório encontra-se desprovida de mobiliário.


Jardim das Camélias

Jardim exterior com canteiros de buxo e camélias e fonte central, com 25 x 30m de dimensões. Pode ser usado para servir refeições a 30 pessoas sentadas ou 70 a 80 pessoas de pé. Encontra-se desprovido de qualquer mobiliário. 


Átrio da Cerca

Átrio com 92 m2, pavimento em granito polido, paredes brancas e  alçado envidraçado, que possibilita diferentes atividades como o serviço de refeições, reuniões, eventos culturais ou palestras: 50 pessoas sentadas ou 80 pessoas em pé. Possui mesas e cadeiras e a possibilidade de colocação de alguns meios audio-visuais/multimédia.


Jardim da Cerca

Jardim exterior com cerca de 500 m2 (possui uma área maior mas com diferentes planos de terreno). Neste vasto jardim podem ser organizadas recepções para algumas centenas de pessoas, aproveitando-se o ambiente paisagístico, a evocação do antigo Velódromo D. Amélia, criado pelo rei D. Carlos, e ainda a exposição permanente de peças da colecção de Lapidária do MNSR.  Tem uma capacidade que varia entre 400 pessoas sentadas e 700 pessoas de pé. A montagem de uma tenda por parte do promotor do evento e/ou o aluguer complementar do Átrio da Cerca facilitam a organização de eventos neste local, que tem ainda acessibilidade favorecida por uma entrada condicionada de pessoas e automóveis, pela rua Adolfo Casais Monteiro.


Picadeiro

Com 315 m2, tem capacidade variável entre 500 lugares sentados e 750 lugares em pé. 


Sala do Serviço de Educação

Sala com 37 m2, paredes brancas e pavimento em granito. Permite actividades com o limite de 30 pessoas sentadas ou 35 de pé. Possui mesas e cadeiras e a possibilidade de colocação de alguns meios audio-visuais/multimédia.


Informações úteis

Como chegar: 

O Museu Nacional de Soares dos Reis está situado numa zona central da cidade do Porto, próximo do Hospital Geral de Santo António e do Palácio de Cristal.

Carro
É fácil chegar de carro a partir de qualquer ponto da cidade. Encontrando-se na Praça Mouzinho de Albuquerque (Rotunda da Boavista) deve seguir pela Rua Júlio Dinis até à Rua D. Manuel II.
Se partir da Avenida dos Aliados deve circular no sentido da Praça Filipa de Lencastre, subir pela Rua de Ceuta, seguir pela Rua José Falcão, Praça Guilherme Gomes Fernandes, Praça Gomes Teixeira (também conhecida por Praça dos Leões), Largo Professor Abel Salazar, Rua Clemente Menéres e finalmente Rua D. Manuel II ou, então, utilizar o Túnel dos Almadas, que tem inicio na Praça Filipa de Lencastre e saída para esta rua.

Comboio
Se utilizar o comboio ao chegar à estação de Campanhã pode apanhar um autocarro (STCP - 207) no terminal junto à estação e deverá sair na paragem do Jardim do Carregal.
Encontrando-se em Campanhã pode optar por fazer o transbordo e vir até à estação de S. Bento. A partir de S. Bento chegará em 20 minutos a pé ao Museu, subindo a Rua dos Clérigos, Rua dos Carmelitas, Praça Gomes Teixeira, Largo Professor Abel Salazar, Jardim do Carregal e Rua D. Manuel II. Se preferir pode apanhar o eléctrico …. ou um dos autocarros que tem paragem na Avenida dos Aliados.

Transportes
Dependendo do local da cidade existem várias linhas do STCP que têm paragem perto do museu (200, 207, 302 300,601, 602, 507, 501, 201). Pode utilizar o Metro, mas combinado com outro transporte das linhas do STCP.

Estacionamento
O museu não possui estacionamento próprio mas nas imediações existem diversos parques de estacionamento.
Os autocarros escolares podem parar em frente ao museu o tempo suficiente para a saída dos passageiros, mas não podem permanecer. Para evitar confusões deverá ser combinada com o motorista a hora para recolha dos passageiros. O parque do Palácio de Cristal poderá ser utilizado para estacionamento mediante contacto do museu aquando da marcação da visita.

Bicicletas
O Museu possui, junto ao portão de entrada para a Cafetaria, lugar para estacionamento de 6 bicicletas.

Venda de bilhetes: no local
Meios de Pagamento: dinheiro, cheque (na bilheteira) cartão visa e multibanco (na loja).
Existe um terminal Multibanco no interior do Museu 

Contactos 

Directora: Maria João Vasconcelos 
Morada: Palácio Carrancas - Rua D. Manuel II, 44 4050-342 Porto
Coordenadas GPS: 41º8.855'N 8º 37.294'W
Telefone: (351) 223 393 770
E-mail: costareis@mnsr.dgpc.pt
Sitehttp://www.museusoaresdosreis.pt/
https://www.facebook.com/circulo.josedefigueiredo
http://circulojosefigueiredo.wordpress.com/author/circulojosefigueiredo/