Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Museu de Marinha

O Museu de Marinha apresenta uma narrativa sobre a ligação dos portugueses com o mar, baseada numa coleção de testemunhos relacionados com a atividade marítima portuguesa. Aborda-se a história marítima portuguesa no seu sentido lato e nas suas variadas vertentes: militar, comércio, pesca e lazer. O discurso museológico do Museu começa no período dos Descobrimentos portugueses e desenvolve-se até à atualidade.

Na visita ao Museu de Marinha tem-se oportunidade de apreciar a profunda ligação dos portugueses com o Mar e a sua importância no forjar do caráter nacional.

Na sala dos Descobrimentos portugueses ilustram-se os pilares de inovação na construção naval, instrumentos náuticos, técnicas da navegação, cartografia e armamento, sobre os quais assentou a gesta das novas rotas marítimas estabelecidas nos séculos XV e XVI, que permitiram, pela primeira vez, um comércio verdadeiramente global.

A evolução tecnológica dos navios de guerra, da marinha mercante, de pesca longínqua e costeira, de lazer e competição, portuguesas, é exposta aos visitantes através de magníficos modelos, pinturas, planos e fotografias e de embarcações em tamanho real.

As embarcações tradicionais portuguesas, são exibidas nos mais diversos formatos e suportes. O visitante pode também apreciar as Camarinhas Reais do Iate Amélia V, a bordo do qual o rei D. Carlos realizava as suas expedições oceanográficas e a coleção de aeronaves da Aviação Naval portuguesa, salientando-se o hidroavião Santa Cruz que há cem anos completou a primeira travessia aérea do Atlântico Sul.

A coleção das Galeotas Reais constitui um dos tesouros do Museu e deixa os visitantes maravilhados.

Fundado em 1863, por D. Luis “o Rei marinheiro”, o Museu de Marinha foi inicialmente estabelecido na Ribeira das Naus, junto à Escola Naval.

Todavia, um velho sonho da Marinha permanecia: a instalação do Museu de Marinha nos Jerónimos, em Belém.

Não é difícil entender a importância simbólica de que se reveste este local, onde se situou a ermida de Nª Sra. De Belém, mandada erigir pelo Infante D. Henrique e onde Vasco da Gama e seus companheiros ouviram missa antes de partirem para a viagem que os levaria ao descobrimento do caminho Marítimo para a Índia.

A transferência para a sua atual localização nos Jerónimos, teve lugar no dia 15 de agosto de 1962.

Contactos e
Localização

Tutela:
Marinha - Forças Armadas Portuguesas
Director(a):
Comodoro José António Croca Favinha
Endereço:
Praça do Império - 1400-206 Lisboa
GPS:
Lat: 0 Long: 0
Telf(s):
351 210 977 388
E-mail:
geral.museu@marinha.pt
Site:
https://ccm.marinha.pt/pt/museu

Todos os dias das 10h00 às 18h (horário de Verão – 1 mai a 30 set)​​  -  última entrada às 17h30Todos os dias das 10h00 às 17h (horário de Inverno – 1 out a 30 abr) -  última entrada às 16h30​​

Encerramento:

1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio e 25 de dezembro

Última actualização: 11 Outubro 2022

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 165 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC